Andressa Urach solicita parte de faturamento da Universal na Justiça

Nesta segunda-feira (16), a colunista Fabia Oliveira, do jornal ‘O DIa’, revelou que a ex-Miss bumbum Andressa Urach teve um pedido liminar indeferida pela Justiça do Rio Grande do Sul. A modelo processou a Igreja Universal em novembro de 2020.

De acordo com a publicação, Urach exigia que a igreja fosse obrigada, através de liminar, a depositar cerca de 15% do seu faturamento , limitado a R$ 12 mil por mês para Urach, enquanto a ação principal não fosse julgada.

A 13ª Vara Cível de Porto Alegre, que analisou ocaso, entendeu que “para fins de concessão da medida cautelar requerida, é necessário que haja elementos que evidenciem a probabilidade do direito e o perigo na demora da prestação jurisdicional. A medida deve ser indeferida”, destaca trecho da decisão.

“Dessa forma, descabe a medida cautelar pretendida pela parte autora (Andressa), que consiste em espécie de ‘pensão’ em valor equivalente aos seus rendimentos mensais postulada em face da parte ré (Universal). Isso porque a discussão acerca da validade dos negócios jurídicos celebrados com a parte ré demanda a regular dilação probatória (aumento do prazo para produção de novas provas) e o exercício do contraditório mormenteem face da ausência, inclusive, de indicação e impugnação específica de cada doação reputada nula pela parte autora”, relata.

A modelo alega que fez doações que chegam a R$ 2 milhões para a igreja e quer o dinheiro de volta. Além disso, Andressa Urach relata perdas financeira também por ter sido demitida pela TV Record após deixar a igreja.

Fonte: Rafael Damas

By Marcio Edison

Jornalista, comunicador, locutor da Rede de Rádios Apucarana/PR. Formado em Matemática (PUC/SP) e Comunicação Social (UNIP/SP) também é desenvolvedor web, palestrante de tecnologia e CEO da mexcorp.net (marcio@mexcorp.net)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *